Adornos: Matéria prima para o pecado!

Caros irmãos – hoje em dia as jóias (brincos) tornaram-se moda inclusive entre o meio masculino – , desde tempos remotos, muito antes do monte Horebe, no Sinai, as jóias são símbolos do pecado, ou seja, matéria prima para o pecado!

Quando Jacó e sua família fizeram um voto para com Deus, ...Disse Deus a Jacó: Levanta-te, sobe a Betel e habita ali; faze ali um altar ao Deus que te apareceu quando fugias da presença de Esaú, teu irmão. Então, disse Jacó à sua família e a todos os que com ele estavam: Lançai fora os deuses estranhos que há no vosso meio, purificai-vos e mudai as vossas vestes; levantemo-nos e subamos a Betel. Farei ali um altar ao Deus que me respondeu no dia da minha angústia e me acompanhou no caminho por onde andei. Então, deram a Jacó todos os deuses estrangeiros que tinham em mãos e as argolas que lhes pendiam das orelhas; e Jacó os escondeu debaixo do carvalho que está junto a Siquém. (Gênesis 35:1-4 RA).

Jacó compreendera perfeitamente que se não era bom para ele, não seria bom para ninguém... Enterrou as suas jóias, não as doou, não as vendeu a ninguém, enterrou-as sob um carvalho. Mas, e eu, o que devo fazer com as minhas jóias? Se você for uma pessoa abastada, venda-as a um ourives e reverta todo o dinheiro para as obras assistências da sua igreja. Êxodo 35:22 Vieram homens e mulheres, todos dispostos de coração; trouxeram fivelas, pendentes, anéis, braceletes, todos os objetos de ouro; todo homem fazia oferta de ouro ao SENHOR;

Caso você não tenha tanta "sobra orçamentária" então reverta este dinheiro para as suas primeiras necessidades, não antes de pagar a Deus a décima parte deste montante. Estas são apenas algumas sugestões que eu, pessoalmente faço... Uma outra sugestão, converse com o seu pastor, peça a sua opinião, mas jamais dê a um familiar seu... Não incentive o pecado em seu seio familiar!

Mas, o mais importante de tudo isto é que você tome esta decisão de não mais usar jóias, como Jacó e sua família tomaram. Veja que quando eu tomo a decisão de agradar a Deus, livrando-me das minhas jóias, estou dando um grande passo em direção a Ele.

Deus sempre orientou o Seu povo a não usarem jóias, principalmente depois do Horebe, veja: Ouvindo o povo estas más notícias, pôs-se a prantear, e nenhum deles vestiu seus atavios. Porquanto o SENHOR tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: És povo de dura cerviz; se por um momento eu subir no meio de ti, te consumirei; tira, pois, de ti os atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer. Então, os filhos de Israel tiraram de si os seus atavios desde o monte Horebe em diante. (Êxodo 33:4-6 RA).

No monte Horebe o povo havia corrompido-se, enquanto aguardavam Moisés... Exigiram que o irmão de Moisés, Arão, lhes fizesse uma imagem de escultura – um bezerro de ouro. Cedendo, ...disse-lhes Arão: Tirai as argolas de ouro das orelhas de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas e trazei-mas. Então, todo o povo tirou das orelhas as argolas e as trouxe a Arão. Êxodo 32:2-3.

O resultado disto Paulo nos recordou: ...Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se. E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil... Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado. Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. I Cor. 10:7-8, 11-12.

O Apocalipse nos mostra uma mulher prostituída simbolizando a igreja decaída – apostatada – toda vestida e adornada com jóias. Apocalipse 17:4 – Achava-se a mulher vestida de púrpura e de escarlata, adornada de ouro, de pedras preciosas e de pérolas, tendo na mão um cálice de ouro transbordante de abominações e com as imundícias da sua prostituição.

O Apocalipse 18:16 confirma: ...dizendo: Ai! Ai da grande cidade, que estava vestida de linho finíssimo, de púrpura, e de escarlata, adornada de ouro, e de pedras preciosas, e de pérolas..

Já, no Velho Testamento temos outras importantes passagens que nos mostram o que Deus pensa sobre o uso de jóias:

II Sam. 1:24 Vós, filhas de Israel, chorai por Saul, que vos vestia de rica escarlata, que vos punha sobre os vestidos adornos de ouro.

Juizes 8:24, 26 Disse-lhes mais Gideão: Um pedido vos farei: dai-me vós, cada um as argolas do seu despojo (porque tinham argolas de ouro, pois eram ismaelitas) ...O peso das argolas de ouro que pediu foram mil e setecentos siclos de ouro (afora os ornamentos em forma de meia-lua, as arrecadas e as vestes de púrpura que traziam os reis dos midianitas, e afora os ornamentos que os camelos traziam ao pescoço).

Jer 4:30 Agora, pois, ó assolada, por que fazes assim, e te vestes de escarlata, e te adornas com enfeites de ouro, e alargas os olhos com pinturas, se debalde te fazes bela? Os amantes te desprezam e procuram tirar-te a vida.

Eze 16:11 Também te adornei com enfeites e te pus braceletes nas mãos e colar à roda do teu pescoço.

Eze. 23:26 Despojar-te-ão dos teus vestidos e tomarão as tuas jóias de adorno.

Eze 23:40 E mais ainda: mandaram vir uns homens de longe; fora-lhes enviado um mensageiro, e eis que vieram; por amor deles, te banhaste, coloriste os olhos e te ornaste de enfeites;

Isaías 3:19 os pendentes, e os braceletes, e os véus esvoaçantes;

Isaías 3:21 os sinetes e as jóias pendentes do nariz;

Todos são versos cujo contexto tratam do procedimento pecaminoso da nação Israelita que acabaram por sofrerem as conseqüências do seu vão procedimento para com o Senhor...

A Bíblia nos revela que o Reino do Norte - Israel – com suas onze tribos foram exiladas e dizimadas, nunca mais se restabelecendo.

Quanto ao reino do Sul – Judá – aproximadamente um século depois, foi para o exílio sobre o poderio Babilônio. Deus lhes deu então uma profecia de que após setenta anos voltariam do cativeiro e uma outra profecia foi dada através de Daniel, as Setenta Semanas, em que este povo teria um tempo para voltarem do seu mau caminho. Dan. 9:24-26. Porém venceu-se o tempo dado a eles e acabaram sendo cortados da árvore: Cristo – Rom. 11:24.

Mas, não só as jóias, mas também o comportamento e vestuário do cristão são mencionado nas Sagradas Escrituras...

Deus proveu, ainda no paraíso as primeiras roupas para Adão e Eva. Haviam eles preparados soluções humanas para a sua nudez, porém o próprio Deus trouxe-lhes a solução divina. Disto tratou Jesus em Mateus 6:25-33. Vamos ler:

Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário?

Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus 6:25-33 RA).

Devemos tomar as nossas decisões em relação ao vestuário em princípios da Simplicidade (...o testemunho cristão convida à simplicidade); Modéstia (...uma vez que desejam testemunhar, vestir-se-ão e agirão com modéstia, não acentuando as partes do corpo que estimulam a sensualidade); Praticidade (já que somos mordomos de Deus, devemos praticar a economia evitando coisas dispendiosas – I Tim. 2:9); Saúde (roupas apertadas podem trazer danos à saúde tanto do homem quanto da mulher).

Não que não devamos estar com o nosso melhor, principalmente perante o nosso Deus, em nossas reuniões sagradas... Mas, o melhor não significa ostentação, desfile ou exibição. Contenha-se, vista-se para Deus, não para o mundo!

Como deve ser este proceder cristão?

Homem: terno? Observe que o simples fato de um homem sentar-se com o paletó aberto e displicentemente cruzar as pernas pode despertar pensamentos insanos ou mesmo desviar a atenção de uma mulher para o verdadeiro motivo que é a adoração ao Cristo presente em nossos cultos... porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo. (I João 2:16).

Mulher: saia e blusa? Existem muitos trajes, inclusive saias e blusas que as mulheres usam, que marcam mais as suas formas do que mesmo se elas estivessem trajando calças... As mulheres deveriam olhar-se mais nos espelhos e observar as suas formas marcadas pelo seu trajar apertado ou mesmo por peças íntimas marcadas por sob certos tipos de tecidos...

Muitas vezes, estas mesmas mulheres ou jovens adolescentes usam saias tão justas ou curtas que ficam constantemente "puxando-as", chamando muito mais a atenção sobre si, pois estas saias têm a tendência de "subirem", principalmente quando se sentam ou até mesmo quando cruzam as pernas...

Mulheres, pensem um pouco nos seus irmãos, não os escandalizem; não desvie a atenção do pregador quando está no púlpito, lembre-se que ele antes de tudo é um ser humano passível das mesmas tentações da carne: ...o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. Marcos 14:38.

Mesmo quanto aos cosméticos, a Bíblia é clara quando ela os associa com o paganismo e mesmo com a apostasia, veja:

Tendo Jeú chegado a Jezreel, Jezabel o soube; então, se pintou em volta dos olhos, enfeitou a cabeça e olhou pela janela. (2 Reis 9:30 RA).

Agora, pois, ó assolada, por que fazes assim, e te vestes de escarlata, e te adornas com enfeites de ouro, e alargas os olhos com pinturas, se debalde te fazes bela? Os amantes te desprezam e procuram tirar-te a vida. (Jer 4:30).

Os versos são claros, nem ao menos precisamos ir ao contexto, não é? Portanto, uma aparência natural e saudável demonstra, primeiro que para Deus, a graça, a simplicidade, a pureza e os encantos naturais são os padrões divinos de beleza; veja a comparação que o próprio Senhor encarnado nos deixou: ...Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. (Mateus 6:29 RA). Deles quem? Os Lírios dos campos!

Segundo, os cosméticos contem produtos químicos que produzem efeitos residuais ou alérgicos... além do mais uma mulher não precisa de mascarar a sua beleza natural, mesmo a sua maturidade que foi dada pelo Senhor Criador! Seria o mesmo que dizer que Deus está errado ao deixar-nos envelhecer. Lembre-se: o envelhecimento (morte) é uma das conseqüências de uma má escolha feita no Éden por nossos pais... Rom. 5:12

Percebeu? Demonstrações mundanas, como as que se vêem nas modas e tendências passageiras, não possuem nenhum valor para Deus. Paulo foi claro: Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso, (I Tim 2:9 RA).

Os cristãos ganham para Cristo os descrentes, não por se parecerem com o mundo ou se conduzirem como estes, mas por revelarem uma diferença atrativa e saudável...

Pedro disse que um "marido" pode perfeitamente ser ganho para Cristo, pelo proceder de suas piedosas esposas, veja: Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa, ao observar o vosso honesto comportamento cheio de temor. E, veja que Pedro alerta: Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus. (I Ped. 3:1-4 RA). O seu interior, o seu coração, é o que importa a Ele!

Por isso Paulo concluiu dizendo: ...porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas). (I Tim. 2:10 RA).

Se erguermos bem alto a figura do Salvador através do modo como falamos, agimos e nos vestimos, atrairemos muito mais pessoas a Ele. Amém!